segunda-feira, 11 de setembro de 2017

CCZ promove palestras em escolas para alertar sobre a raiva animal e a importância da vacinação de cães e gatos






Como parte das ações da campanha de vacinação antirrábica animal do município, o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – está promovendo palestras sobre a raiva e a importância da vacinação de cães e gatos nas escolas.

A iniciativa de educação em saúde tem como objetivo sensibilizar os alunos sobre as responsabilidades e cuidados que devem ter com seus animais de estimação, destacando a importância da vacinação antirrábica para cães e gatos.

Por meio de bate-papo e distribuição de material informativo, a equipe do IEC aborda e debate questões como: cuidados com cães e gatos; alimentação, higiene e espaço dos animais; condução e recolhimento de fezes em vias públicas; abandono; a doença raiva; saúde e vacinação. 

Os palestrantes destacam que a raiva pode ser transmitida por meio da mordida de um animal contaminado ou pelo contato com secreções contaminadas destes animais, e alertam os estudantes para que não toquem em morcegos e nem em animais doentes. Orientam também para, em caso de contato com qualquer animal suspeito ou mordida de morcego ou outro animal, contarem aos pais /responsáveis e procurarem imediatamente o serviço de saúde mais próximo.

As apresentações nas escolas tiveram início em 28 de agosto e vão até o dia 06 de outubro.  A temática, no entanto, é trabalhada durante todo o ano em projetos educativos sobre guarda responsável de animais, quando as crianças tem a oportunidade de conhecer melhor a raiva e outras zoonoses.



Raiva

A raiva, também conhecida como hidrofobia, é uma doença infecciosa aguda que leva à morte.  Causada por um vírus, é caracterizada por sintomatologia nervosa que acomete animais e seres humanos.

O agente infeccioso é o vírus da raiva, da família Rhabdoviridae e pertencente ao gênero dos Lissavirus.

A transmissão da raiva se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordedura, arranhadura, lambedura de mucosas.

Pode acometer todas as espécies de mamíferos, incluindo o homem, sendo seu prognóstico fatal em praticamente todos os casos.

O cientista Louis Pasteur conseguiu isolar o vírus em 1881, inoculando coelhos por via intracerebral, e preparou a primeira vacina antirrábica em 1884.

Em Niterói, o Centro de Controle de Zoonoses registrou apenas dois casos confirmados de raiva nos últimos anos, ambos em morcegos (2013 e 2014).





Imagens:  Ação educativa na Escola Municipal Vera Lúcia Machado realizada no período de 29 a 31/08/17.  Equipe: Agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira e a estudante de veterinária e estagiária Nathalia Antonucci.






Nenhum comentário:

Postar um comentário