quarta-feira, 4 de setembro de 2019

CCZ intensifica ações de combate ao Aedes aegypti em Piratininga




Na última quinta-feira (29/08), agentes do Serviço de Controle de Vetores (SECOV) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – intensificaram as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya no bairro de Piratininga. 

Os profissionais atuaram na Estrada Francisco da Cruz Nunes, adentrando as ruas transversais, e a Rua Cornélio de Mello Jr., vistoriando casas e comércios a procura de possíveis focos do inseto, aplicando larvicida e inseticida, quando necessário, e distribuindo material informativo.   Foram realizadas 288 visitas domiciliares ao total.

O objetivo foi intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano todo e mobilizar a população para o combate ao Aedes aegypti, 


Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura. Niterói também possui Comitês Regionais de Combate à Dengue, organizados pelas Policlínicas Regionais, com ações elaboradas de acordo com as características de cada comunidade.








terça-feira, 3 de setembro de 2019

Educação em Saúde fala sobre higiene pessoal na Escola Padre Leonel Franca




Com o objetivo de levar os estudantes a perceberem a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene, incentivando-os a conhecer e a cuidar do próprio corpo, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – realizou nos dias 20, 22 e 27/08 palestra sobre higiene pessoal na Escola Municipal Padre Leonel Franca, em Santa Rosa.

As agentes Daniele Caviare e Leila Neves utilizaram slides em PowerPoint e informações técnicas para sensibilizar os alunos do 1º ao 5º anos do ensino fundamental sobre conceito de higiene, higiene pessoal e ambiental, limpeza corporal, lavagem das mãos e saúde.  A equipe ressaltou que esses cuidados são muito importantes na prevenção de doenças e melhorias na qualidade de vida.

Segundo a palestrante Leila, a atividade teve boa receptividade por parte dos alunos e também da diretoria e coordenação pedagógica.

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Higiene Pessoal é tema de contação de história promovida pelo CCZ na Escola Vera Lúcia Machado





Higiene pessoal é o conjunto de cuidados essenciais que devemos ter para evitarmos que micróbios e outros seres vivos, como vermes, penetrem no nosso corpo e nos causem doenças. Com essa temática, a equipe do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – desenvolveu atividade de palestra na Escola Municipal Vera Lúcia Machado, no Badu, nos dias 12, 13, 15 e 20 de agosto.

O objetivo da ação educativa em saúde foi levar os alunos do ensino fundamental a perceberem a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene, incentivando-os a conhecer e a cuidar do próprio corpo, evitando assim problemas de saúde, tais como pediculose e sarna.

Os agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira envolveram as crianças na temática de modo descontraído, contando a história de João Cascão que se transformou em João Limpão.  O enredo abordava conceito de higiene, higiene pessoal e ambiental, limpeza corporal, lavagem das mãos e saúde, características do piolho, ciclo de vida e hábitos do inseto, prevenção e tratamento da pediculose e da sarna.  As palestrantes ressaltaram que esses cuidados são muito importantes na prevenção de doenças e melhorias na qualidade de vida.

Para Patrícia, a metodologia contribuiu para sensibilizar os alunos a refletirem sobre seus hábitos e atitudes de higiene, como banho, cuidados com alimentação, roupas e sapatos, e meio ambiente. “Foi notório o interesse dos alunos e professores no assunto abordado na história. Professores e coordenação apoiaram a iniciativa”, avaliou a palestrante.