quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Projeto Gugu recebe palestra sobre arboviroses






Nesta terça-feira (14/11) o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – promoveu uma ação educativa junto aos integrantes do Projeto Gugu do Núcleo Badu.

A atividade teve o objetivo de alertar os alunos acerca dos perigos à saúde causados pelas arboviroses, especialmente as transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya). Na oportunidade, falou também sobre outra importante arbovirose, a febre amarela, devido aos recentes surtos no país este ano.

A equipe do IEC, representada por Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira, desenvolveu bate papo interativo com demonstração de material de apoio e distribuição de panfletos na quadra de esportes do bairro onde o grupo se reúne para fazer exercícios físicos habitualmente.  O enfoque principal foi medidas de prevenção e eliminação de possíveis criadouros do mosquito, no entanto, informações sobre as doenças e características do Aedes aegypti também estiveram em pauta.

“Realizamos a palestra contando com o total apoio da professora Débora Rosa e do coordenador do núcleo Nazareno Beloclides.  Abordamos sobre os meios de prevenção ao Aedes, enfatizando a possível epidemia do vírus da chikungunya no próximo verão.  Uma aluna relatou o quanto sofre com os sintomas e a importância de olhar para o meio ambiente com responsabilidade e eliminar possíveis criadouros do Aedes.  Ela disse que sofreu bastante até ter o diagnóstico correto, e que isso só foi possível na rede na Clínica Comunitária da Família do Badu”, relatou Patrícia de Oliveira.

Projeto Gugu

O Projeto Gugu é um dos mais bem sucedidos programas de ginástica e incentivo à qualidade de vida voltados para idosos.

Idealizado e comandado pelo médico ortopedista e professor Carlos Augusto Bittencourt Silva (in memoriam), o Projeto Gugu começou em abril de 1995, na Praia de Icaraí, em Niterói. 

Os núcleos foram surgindo, e o mais interessante é que se propunha simplesmente fazer exercícios físicos, e agora reintegra o idoso à sociedade, melhorando-o sob o aspecto físico, psíquico e social. (Fonte:  http://www.funcab.org/gugu.php)






Nenhum comentário:

Postar um comentário