quarta-feira, 26 de junho de 2019

CCZ participa de ação conjunta sobre esporotricose no Cantagalo




Na terça-feira da semana passada (18/06), agentes do Serviço de Controle de Vetores (SECOV), do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), participaram de uma ação conjunta sobre esporotricose no bairro do Cantagalo, região de Pendotiba.

Graduandos em medicina e docentes da Universidade Federal Fluminense (UFF) uniram-se aos agentes do CCZ e aos agentes comunitários de saúde do Médico de Família do Cantagalo para dar continuidade às ações de prevenção e controle da esporotricose, parceria da PMF/FMS com a UFF. Na atividade, durante visita domiciliar, foram feitas orientações aos moradores assistidos pelo PMF.  Os agentes de combate às endemias, Pierri Boçard da Veiga e Wanderley Duarte Canellas acompanharam o trabalho que, por coincidência, era na mesma área onde realizariam um serviço de desratização.

Antes da atividade de campo, todo o grupo participou, sem agendamento prévio, de uma reunião sobre estratégias de combate à pediculose na Creche Comunitária Eulina Félix marcada por Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira, ambos da equipe do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC), também do CCZ, com a instituição e os agentes comunitários. Na oportunidade de troca de informações, os alunos e docentes relataram os casos de suspeitas de esporotricose no bairro e a carência de divulgação das unidades de tratamento, tanto animal como humano. O IEC sugeriu um treinamento mais intimista com os agentes comunitários, de endemias e de zoonoses para ajudar na orientação e divulgação da doença à população.

Saiba mais: 

Esporotricose

Vigilância da Esporotricose Animal em Niterói

ESPOROTRICOSE - vídeo da Fiocruz no YouTube
https://www.youtube.com/watch?v=Fl-V94rLFzw
















Creche Eulina Félix recebe ação educativa sobre higiene pessoal




É desde cedo que se aprende a cuidar do corpo.  Com esse mote, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses – realizou ação educativa sobre higiene pessoal na Creche Eulina Félix, no Cantagalo, em 12 de junho.

O objetivo foi sensibilizar os pequenos sobre a importância do autocuidado com a saúde voltada para a higiene pessoal, incentivando-as a conhecer e a cuidar do próprio corpo para prevenir doenças.

Os agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira envolveram as crianças na temática de modo descontraído, contando a história de João Cascão que se transformou em João Limpão.

“A participação de todos foi ativa e interessada. Alunos e professores interagiram com entusiasmo. Alguns se queixaram bastante de infestação de piolhos”, relatou Patrícia.




terça-feira, 25 de junho de 2019

CCZ realiza ação educativa sobre arboviroses e zoonoses para grupo de idosos




O Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – realizou, do dia 06 de junho, ação educativa sobre arboviroses, roedores e caracol gigante africano para o grupo de idosos Renascer, coordenado pela assistente social Maria das Graças Marins Rodrigues, do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) do Badu. 

O objetivo foi sensibilizar sobre a importância de cada um fazer a sua parte no combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, chikungunya e zika –, aos roedores (ratos e camundongos) – que disseminam, entre outras doenças, a leptospirose – e ao caracol gigante africano (Achatina fulica), considerado praga no país.

Os agentes Delci Vieira e Patrícia de Oliveira desenvolveram bate papo interativo com distribuição de panfletos, e abordaram de modo sucinto os seguintes tópicos:  roedores – espécies de roedores urbanos, problemas causados por esses vetores, a leptospirose, e prevenção; arboviroses – arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti (dengue, zika, chikungunya e febre amarela) e seus sintomas, principais medidas de prevenção, e combate aos possíveis criadouros do vetor; caracol africano - origem, ciclo de vida, principais características, praga agrícola, Achatina fulica e Saúde Pública, prevenção e como controlar a praga.

“Orientamos sobre métodos de prevenção contra o Aedes aegypti e o favorecimento dos 4 A’s [água, alimento, abrigo e acesso] nos quintais. Destacamos que é preciso descartar objetos sem utilidade e manter uma organização periódica evitando qualquer chance de acúmulo de água e lixo. O grupo participou entusiasmado e relatou que iria aplicar o método de descarte e organização do quintal”, contou Patrícia.


quarta-feira, 19 de junho de 2019

Educação em Saúde fala sobre organização de quintais e prevenção de doenças para grupo de hiperdia





Mosquitos, ratos, pombos e afins podem trazer diversos problemas para sua saúde do ser humano e dos animais e é necessário saber como se proteger desses vetores.  Uma das medidas mais importantes é manter o quintal de casa sempre limpo e arrumado.  Nessa temática, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – realizou palestra na Policlínica Regional do Largo da Batalha em 05 de junho.

A ação educativa em saúde teve o objetivo principal de alertar sobre os possíveis criadouros localizados nos lixos que não são descartados no destino correto, contribuindo para infestação de mosquitos e animais sinantrópicos, como roedores e pombos.

A equipe do IEC, composta pelos agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira, orientou os integrantes do grupo de hiperdia (hipertensão e diabetes) sobre a necessidade de uma boa organização no quintal de suas residências, o descarte de objetos desnecessários e a manutenção da limpeza de bebedouros de animais domésticos. A atividade contou com a participação da assistente social Teresita Chávez.

“O grupo recebeu as informações com interesse e certa surpresa. Desconheciam o poder do descarte de objetos sem utilidade e a organização dos mesmos em lugares determinados para se evitar acúmulo e a existência dos 4 A’s (água, alimento, acesso e abrigo)”, relatou a palestrante Patrícia.



segunda-feira, 17 de junho de 2019

CCZ participa do Dia de Prevenção e Promoção à Saúde: Combate às Arboviroses



Na manhã deste sábado (15/06) o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – através do setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) - participou “Dia de Prevenção e Promoção à Saúde: Combate às Arboviroses” na Policlínica Regional Dr. Francisco da Cruz Nunes, Largo da Batalha.

O evento teve o objetivo de mobilizar a comunidade quanto aos cuidados necessários para evitar a proliferação Aedes aegypti, mosquito transmissor das arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana.

Profissionais da unidade distribuíram panfletos, folders e revistinhas informativas aos usuários e transeuntes do entorno, orientando a todos sobre os cuidados que se deve ter para evitar criadouros inseto. 

A atividade contou também com uma pessoa fantasiada de Aedes aegypti que “perseguiu” e “atormentou” as pessoas que passavam pela praça e arredores.  Parte da brincadeira era mostrar o quanto o mosquito está presente no nosso dia a dia e pode incomodar.

O IEC atuou com estande educativo onde os visitantes puderam observar maquetes ilustrativas que mostram o ambiente certo e o errado para a proliferação de mosquitos numa residência. Além disso, os agentes Antônio Pessoa e Élcio Nascimento também distribuíram material educativo e reforçaram informações, enfatizando a prevenção ao vetor.

A ação educativa em saúde contou com a presença da secretária municipal de saúde Maria Célia Vasconcellos.









quarta-feira, 12 de junho de 2019

Arboviroses e higiene pessoal são temas de contação de história na UMEI Gabriela Mistral





Com o objetivo estimular nos pequenos estudantes a sensibilização sobre os perigos e cuidados com o mosquito Aedes aegypti, vetor responsável pela transmissão das arboviroses dengue, chikungunya, zika e febre amarela, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – realizou, nos dias 27 e 28 de maio, atividade de contação de história na Unidade Municipal de Educação Infantil Gabriela Mistral, no Badu.

A ação educativa em saúde desenvolvida pelos agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira teve como finalidade despertar nas crianças a imaginação, as emoções, o interesse e as expectativas em relação ao assunto proposto de maneira lúdica e divertida, além de motivá-las a se tornarem incentivadoras dos hábitos de prevenção em suas casas. Além do tema arboviroses, a equipe falou também sobre higiene pessoal no intuito de levar os alunos a perceberem a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene, incentivando-os a conhecer e a cuidar do próprio corpo.

“Foi bastante produtivo. Os alunos participaram com entusiasmo, relataram a rotina de suas residências e os hábitos diários de higiene. Ao final de cada apresentação, sugerimos que os professores confeccionassem cartazes sobre os temas abordados junto com os alunos”, comentou Patrícia.





terça-feira, 11 de junho de 2019

Educação em Saúde orienta pais de alunos sobre organização de quintais




Com o objetivo principal de alertar sobre os possíveis criadouros localizados nos lixos que não são descartados no destino correto, contribuindo para infestação de mosquitos e roedores, o setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses de Niterói (CCZ) – participou de reunião de pais na Creche Comunitária Eulina Félix, em Cantagalo, no dia 21 de maio.

A equipe do IEC, composta pelos agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira, orientou os responsáveis pelos alunos sobre a necessidade de uma boa organização no quintal de suas residências, o descarte de objetos desnecessários e a manutenção da limpeza de bebedouros de animais domésticos. Ao final, junto aos agentes comunitários do PMF Cantagalo, apresentou os resultados dos trabalhos educativos realizados com os alunos em 16/05.







Creche Comunitária Eulina Félix recebe atividade de contação história sobre arboviroses





O setor de Informação, Educação e Comunicação em Saúde (IEC) – do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) – realizou atividade de contação de história sobre a temática Arboviroses na Creche Comunitária Eulina Félix, bairro Cantagalo, em 16 de maio.

O objetivo da ação educativa em saúde foi estimular nos alunos a sensibilização sobre os perigos e cuidados com o mosquito Aedes aegypti, vetor responsável pela transmissão das arboviroses dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

A metodologia de ensino aplicada pelos agentes Delcir Vieira e Patrícia de Oliveira pretendeu despertar nas crianças a imaginação, as emoções, o interesse e as expectativas em relação ao assunto proposto de maneira lúdica e divertida.  A atividade também teve o propósito de motivar os pequenos a se tornarem incentivadores dos hábitos de prevenção em suas casas.  

“Essa atividade é uma parceria com o Médico de Família do Cantagalo. Os agentes comunitários participaram como protagonistas da história. Alunos e professores interagiram ativamente e ficou acordado que as crianças iriam registrar, através de desenhos, um recadinho para quem cuida deles, como eliminar de suas residências os criadouros existentes”, contou Patrícia.













segunda-feira, 10 de junho de 2019

CCZ realiza mutirão contra o Aedes aegypti no Vital Brazil





Neste sábado (08/06), o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói realizou mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, zika e chikungunya, no bairro Vital Brazil, Zona Sul da cidade. 

Agentes do Serviço de Controle de Vetores percorreram as ruas, vistoriando casas e comércios, a procura de possíveis focos do inseto, aplicando larvicida e inseticida, quando necessário, e distribuindo material informativo.   Do total de imóveis (892), foram vistoriados 682, houve uma recusa ao serviços dos profissionais e 209 propriedades estavam fechadas. A equipe também realizou desratização, quando necessário.

O objetivo foi intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano todo e mobilizar a população para o combate ao Aedes aegypti, 

Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura. Niterói também possui Comitês Regionais de Combate à Dengue, organizados pelas Policlínicas Regionais, com ações elaboradas de acordo com as características de cada comunidade.